Glaucoma: você sabe o que é?

hdo_blog_glaucoma_v01_r0

 

A pressão intraocular é regulada pelo balanço entre a produção e o escoamento do líquido presente na câmara anterior do olho, entre a córnea, membrana fina e transparente que recobre o olho, e a íris, a parte colorida. Esse líquido é chamado de humor aquoso e é produzido no olho e depois escoado por um pequeno canal. A circulação desse líquido, entre a produção e o escoamento, é o que regula a pressão intraocular. Quando há acúmulo maior de liquido, a pressão aumenta.

Mas por que toda essa preocupação com a pressão intraocular? O que ocorre é que esse líquido presente no olho, caso não seja escoado de maneira apropriada, comprime as células nervosas do olho, danificando-as, podendo levar à cegueira. A pressão elevada no olho é um dos maiores fatores de risco para o glaucoma, embora a doença também possa ocorrer sem que a pressão intraocular esteja elevada, pois pode ser congênito ou secundário a alguma cirurgia, doença, uso de medicamento ou trauma, mas manter a pressão ocular regulada é muito importante.

O principal tratamento atual para o glaucoma consiste em reduzir a pressão intraocular, o que é obtido através de medicamentos como colírios ou com procedimentos cirúrgicos, de acordo com a recomendação do médico oftalmologista que acompanha cada caso.